Funcionário terceirizado do Detran-AC é indiciado por fazer prova no lugar de candidato reprovado 18 vezes

Um servidor terceirizado de uma empresa responsável pelo sistema de aplicação das provas de primeira habilitação do Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran-AC) foi indiciado por falsidade ideológica. O servidor teria feito a prova teórica no lugar de um homem semianalfabeto que já tinha tentado tirar a Carteira de Habilitação (CNH) por 18 vezes e reprovado em todas as tentativas.

O caso ocorreu no início do mês de outubro, em Cruzeiro do Sul, no interior do Acre. O homem, que não teve a identidade revelada, foi visto através do sistema de monitoramento do Detran fazendo a prova e foi feita uma averiguação interna para levantamento de informações que comprovassem a fraude e só depois foi feita a denúncia à Polícia Civil.

Os dois envolvidos na fraude foram ouvidos na delegacia da cidade, nesta sexta-feira (15), pelo delegado Pedro Vinicius e indiciados pelo crime de falsidade ideológica. Depois da oitiva, eles foram liberados.

“A gente estava com o serviço de investigação e monitoramento observando ele e conseguimos comprovar. Ele não é servidor do Detran, ele presta serviço para uma empresa que é contratada para prestar um serviço e estava facilitando tanto para outras pessoas realizarem a prova, como ele mesmo fez a prova por um outro candidato”, explicou a presidente da autarquia, Taynara Martins