PMAC inicia formação de 35 novos oficiais administrativos

Assessoria de Comunicação da PMAC

A Polícia Militar do Acre (PMAC) deu início, na manhã desta segunda-feira, 31, ao Curso de Habilitação de Oficiais Administrativos (CHOA) 2022. A capacitação é parte do planejamento institucional que contempla os militares que ingressaram na corporação no quadro de praças, e hoje chegaram à graduação de subtenente. Os militares, ao término da qualificação, estarão aptos a ingressarem no oficialato da corporação.

A solenidade de abertura e aula inaugural foram realizadas no Centro Integrado de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública Francisco Mangabeira (Cieps), e contou com a presença do comandante-geral, coronel Paulo César Gomes da Silva, oficiais e praças, além da banda de música e dos novos “alunos CHOA”. São 35 militares matriculados, que durante seis meses passarão por uma série de treinamentos e capacitações distribuídas em 22 disciplinas, práticas e teóricas.

De acordo com o comandante-geral da PMAC, coronel Paulo César, o início do CHOA 2022 ainda em meio à pandemia têm, apesar das dificuldades, grande importância para a corporação, sobretudo quando uma nova turma de soldados está em formação e precisa de exemplos. “A grande maioria aqui ingressou na turma de 1994, já têm 28 anos de serviços prestados. Vocês são exemplos e serão espelhos para os novos policiais que estão aqui. Esperamos que aproveitem e saiam daqui ainda mais qualificados para os novos desafios que terão na carreira”, pontuou.

Gratidão

Após 28 anos de serviços prestados ao Estado na Polícia Militar do Acre, o aluno CHOA Galdino expressou sua gratidão ao Comando da PMAC e à Coordenação do Curso, pelos esforços empenhados para realizar o curso em tempo hábil. Para o militar, chegar ao CHOA é a realização de um sonho: um passo mais próximo à promoção ao quadro de oficiais.

“Só temos a agradecer, por terem nos proporcionado esse momento, não colocando nenhuma dificuldade e se disponibilizando a alterar o planejamento que já havia, para que nossa turma consiga concluir o curso sem prejuízo de tempo. Estamos muito felizes, pois vamos poder exercer outras atribuições na instituição, como também vislumbrar um final de carreira mais satisfatório e seguro”, definiu.