Servidores da Educação voltam a protestar em frente à prefeitura de Rio Branco por reajuste salarial

Os servidores da Educação Municipal voltaram a protestar nesta quinta-feira (17) em frente à Prefeitura de Rio Branco.
A categoria pede:
Reformulação de Plano de Cargo Carreira e Remuneração (PCCR);
Piso nas carreiras aos professores, com 50% de diferença do nível médio para superior;
E se coloca contra a proposta da prefeitura de aumentar tempo de serviço para progressão salarial.

Com cartazes e carros de som, o grupo se concentrou na Praça Plácido de Castro, em frente ao prédio da prefeitura. No último dia 11, os servidores já tinham feito um protesto para cobrar os reajustes


“A posição da prefeitura é de má vontade política de atender a pauta. Estamos desde que o prefeito Bocalom assumiu tentando fechar negociação, fechar reformulação do PCCR, ficou o ano todo discutindo e não apresentaram nenhum plano que possa ser possível de negociar. Com relação às tabelas, ofereceu um piso de R$ 1,4 mil aos funcionários, distante daquilo que nós apresentamos e também o piso dos professores apresentou uma proposta vergonhosa parcelada até agosto de 2023, e isso nossa categoria já disse não”, disse Rosana Nascimento, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac).